Marca Ladeh PUC-Rio

Livro de Imagem e Palhaço Mímico: Narrativas sem palavras?

2012 - Dissertação de Mestrado de Miguel Carvalho

Untitled document

Tema da Pesquisa

A construção da narrativa visual no Livro de Imagem e sua proximidade com o Palhaço Mímico.

Problemas-questão de pesquisa

A tradição da teoria e técnica narrativa privilegia a linguagem textual em relação à linguagem visual ou, quando aborda a narrativa híbrida, hierarquiza o texto em relação à imagem. Nesse contexto, a narrativa que contempla imagens acaba por ainda demandar estudos que deem conta não só das suas especificidades, mas das suas relações contemporâneas com outras linguagens. Assim, as narrativas construídas exclusivamente por imagens são um fenômeno exemplar dessa questão e trazem em si o desafio de uma metodologia de estudo alternativa para esse panorama de dependência do texto.

Objetivos gerais, específicos e operacionais

O objetivo geral é o aprofundamento do estudo da narrativa por imagem no Livro de Imagem, mas de tal maneira que as reflexões desse estudo possam também contribuir de forma prática para as duas áreas contempladas neste estudo – Literatura e Artes Cênicas.

Como objetivo específico temos um aprofundamento em questões relativas às duas áreas abordadas, de maneira a encontrar elementos com os quais poderemos analisar o objeto escolhido. E também, a elaboração de categorias que possam, pela perspectiva escolhida, propor uma organização da diversidade de Livros de Imagens a partir dos elementos de análise levantados.

Por fim, como objetivo operacional coloca-se o desafio de propor uma metodologia que possa proporcionar ao estudo da narrativa uma contribuição à diversidade de possíveis perspectivas que poderíamos lançar sobre o objeto em questão.

Métodos e técnicas de pesquisa

A proposta desse estudo inclui como objetivo uma metodologia alternativa à tradição da teoria e crítica narrativa, por esta última privilegiar o texto em suas abordagens. Assim, a trajetória sugerida para desenvolver tal estudo inicia-se por uma pesquisa exploratória e bibliográfica sobre as duas áreas específicas contempladas neste estudo. Em seguida, reflexões a partir da leitura do material reunido, a fim de extrair conceitos e categorias que serão usados em uma análise posterior do objeto de estudo escolhido. Essas reflexões partirão de um olhar específico para o Livro de Imagem, e como contraponto o Palhaço Mímico, com foco em uma característica comum entre eles: a perspectiva da ausência do elemento textual – em um contexto onde culturalmente, em nossa sociedade, se espera encontrá-lo. Por fim, espera-se que a partir de um olhar sobre a ausência, como forma de abordagem, possamos extrair categorias de análise e organização dos Livros de Imagens.

Referencial teórico

Por tratar-se de uma pesquisa que mescla diferentes áreas, será preciso trazer um referencial teórico que dê conta dessa interdisciplinaridade. Facilitando a compreensão, seguem separados os apontamentos do estudo e suas respectivas referências às seguintes áreas: 

Dimensão Histórica

Na área do Teatro, especificamente do palhaço, será necessário uma abordagem híbrida da área circense e teatral. Sendo assim, serão utilizados: Mikhail Bakhtin, Jacques Lecoq, Luis Otávio Burnier, Renato Ferracini, Dario Fo e Mario Fernando Bolognesi. Na Literatura Infantojuvenil teremos como suporte Nelly Novaes Coelho e, especificamente na ilustração, encontraremos na dissertação de Maria Rosangela Ferraro um resumo muito bem-feito da trajetória da ilustração de livros, mas principalmente do Livro de Imagem, que para o objetivo deste trabalho já é suficiente.

Questões Teóricas do Teatro – especificamente o Palhaço Mímico

Sobre uma abordagem mais teórica do palhaço, serão usados Luis Otavio Burnier, Renato Ferracini e Mario Fernando Bolognesi, que procuram pesquisar as origens e as questões que envolvem o personagem palhaço no mundo e também no Brasil. Dario Fo e Jacques Lecoq trazem uma perspectiva mais voltada à prática do Teatro e da Mímica. E por fim, uma abordagem sobre o tema do riso e da comicidade será importante para enriquecer o estudo da prática desse profissional. Para isso lançaremos mão de Sigmund Freud e Henri Bergson.

Questões Teóricas da Literatura – especificamente do Livro de Imagem

Servirão de base para o estudo: Nelly Novaes Coelho, pela rica abordagem sobre a Literatura Infantil; Rui de Oliveira, que traz uma contribuição mais teórica da ilustração, mas também contempla em seu estudo a dimensão técnica do trabalho do ilustrador; Uri Shulevitz, que buscará trabalhar de forma teórico-prática mais focada no Livro de Imagem; Perry Nodelman, que dedica seu livro à imagem narrativa de maneira mais aprofundada e calcada nos estudos da linguagem;  Peter Hunt, Sophie Van der Linden, Maria Nikolajeva e Carole Scott, pelos estudos sobre Literatura Infantil recém-traduzidos no Brasil, que trazem um panorama recente dos estudos literários de livros ilustrados, principalmente da relação entre texto e imagem; a dissertação de Maria Rosangela Ferraro; que traz alguns apontamentos quanto à aproximação da ilustração com outras linguagens.

Autoria, Interpretação e Recepção

Bakhtin, com sua abordagem do grotesco na Idade Media, traz questões relativas ao personagem cômico e ao palhaço, especificamente no contexto de sua representação na sociedade. Em seu livro A Estética da Criação Verbal, Bakhtin traz uma abordagem bem aprofundada da relação do autor com a personagem no contexto de criação, representação e fruição estética. Umberto Eco e Roland Barthes também trazem importantes contribuições para esse recorte de estudo. Somado a eles, ainda contribuem Lúcia Romano, Renato Ferracini, Luis Otávio Burnier, Dario Fo, Jaques Lecoq e Mario Fernando Bolognesi.

Linguagem, Discurso e Narrativa

Por tratar-se de uma pesquisa que contempla inevitavelmente o estudo de Linguagem, Discurso e Narrativa, será necessário um aprofundamento de estudo que possa esclarecer de que maneira cada termo está sendo entendido e adotado no trabalho, e de que maneira se relacionam entre si. Sobre as questões da Linguagem trarão uma enorme contribuição autores como Jean François Lyotard, Roland Barthes, Umberto Eco, Píer Paolo Pasolini e Michel Lahud. Especificamente sobre o Discurso, os mesmo autores também dialogarão com os estudos de Eni Orlandi. Finalmente no campo da Narrativa, contaremos com o diálogo entre autores como Umberto Eco, Ítalo Calvino, Walter Benjamin, J. F. Lyotard, Cândida Vilares Gancho, Carlos Reis e Ana Cristina Lopes.

 

 

Documentos

dissertacao



Copyright 2011 Laboratório de Design de Histórias. Todos os direitos reservados